Conceitos e definições básicos de custos

Depois de ensaiar por um tempo, decidi deixar a preguiça de lado e passar a escrever textos curtos, mas claros – pelo menos espero que eu consiga fazer isso-, sobre algumas matérias do curso de Ciências Contábeis, no qual sou graduado. E aproveitando um recente curso que fiz (uma tentativa de MBA), vamos começar por um das melhores disciplinas: Custos.

Quando falamos em contabilidade gerencial, ou gestão de custos, é importantíssimo ter bem definidas as definições básicas que norteiam toda esta “bagaça”. É meio que muito difícil, ou impossível, seguir nesta matéria sem compreender, mesmo que pouco, o que quer dizer cada um dos conceitos que abordaremos a seguir:

  1. Gasto – é o valor dos insumos adquiridos pela empresa, independentemente de terem sido utilizados ou não. Resumindo o texto bonito, gasto é tudo aquilo que sai do “bolso” da empresa, servindo pra alguma coisa ou não;
  2. Desembolso – é o ato do pagamento e que pode ocorrer antes no (pagamento antecipado), no momento (pagamento à vista) ou depois (pagamento a prazo) da consumação do gasto. Bom, não tem muito o que dizer: desembolo é o ato de tirar o dinheiro do “bolso”, independentemente de quando ocorreu: antes, durante ou depois.
  3. Investimento – é o gasto que se destina à obtenção de bens de uso da empresa ou a aplicações de caráter permanente. Existem ainda os bens destinados à troca, transformação ou consumo, enquanto esses bens ainda não forem trocados, transformados ou consumidos. Ou seja, investimento é quando eu compro algo esperando algum retorno. Por exemplo, comprei computadores para melhorar meu escritório, e também fiz umas aplicações para ganhar um dinheiro com o rendimento. É mais ou menos isso.
  4. Despesa – é o valor dos insumos consumidos com o funcionamento da empresa e não identificados com a fabricação. Geralmente aparece distribuída entre administrativa, comercial e financeira. Neste sentido, despesas são todos os gastos que não estão ligados à produção/atividade da empresa;
  5. Custo – é o gasto relativo ao bem ou serviço utilizado na produção de outros bens e serviços. Normalmente é composto dos seguintes componentes: materiais, mão-de-obra e demais cursos. Em outras palavras, tudo que que a empresa comprou e/ou gastou e que pode ser relacionado à produção, como por exemplo, as embalagens utilizadas, a luz do prédio da fábrica, o salário dos profissionais da produção.

Bom, por enquanto é isso. Periodicamente, estarei escrevendo sobre alguns temas do cotidiano do estudante de contabilidade. Assim, aproveito para relembrar as matérias, e de quebra, ajudo outras pessoas.

Se você, por acaso, tiver alguma sugestão de tema ou crítica ao meu post, peço que deixe um comentário para que possamos dialogar. Vamos seguir com a ideia pra ver se dá certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *