Medos, erros e lições: uma pequena reflexão sobre vida

Nestes últimos dias, tenho refletido bastante acerca das decisões que tomamos para nossas vidas, nas escolhas diárias que fazemos e nas situações a que somos submetidos constantemente, complexas ou singelas, mas que influem diretamente em nosso processo de evolução.

Não é fácil – ou talvez, possível – compreender tudo o que acontece nas nossas vidas no momento certo. Às vezes, é necessário tempo para um bom processamento dos fatos e mais um pouco para conclusões das análises feitas. Afinal, nossa existência não é uma coisa tão simples para ser diagnosticada. Muito menos, o que acontece nela.

Falar das coisas boas que nos ocorrem é muito fácil, cômodo e regozijante. Nos enche de orgulho, ânimo e nos motiva a continuar. Mas, quando a questão é o contrário, lembrar das derrotas sofridas no nosso percurso, pode nos trazer maus sentimentos e nos jogar pra baixo. Ninguém gosta de se sentir perdedor, fracassado…

Pessoalmente, eu tenho um sentimento de que quase tudo na nossa vida tem um significado. Falo quase tudo, porque, de fato, tem algumas coisas que não fazem sentido algum… como por exemplo, a palavra “pequeno” ser maior que “grande”, quando uma coisa grande é maior que uma pequena.

Brincadeira à parte, tentar enxergar algum sentido e tirar ensinamentos das escolhas mal-feitas e dos erros cometidos, é uma tarefa árdua, mas que causa um impacto muito positivo nas nossas vidas. Nos faz aprender, ou relembrar, duas facetas incríveis do ser-humano: 1) Enquanto há vida, há chances de recomeçar; e 2) Podemos aprender com nossos erros.

Um caminho de alternância entre erros e acertos, momentos felizes e tristes, conquistas e perdas, é o padrão vivido por nós, meros mortais. O segredo para encarar esta realidade de frente, é saber transitar pelas fases não tão legais, sem perder o foco e características próprias, para gozar em plenitude os melhores períodos. É ter uma coisa chamada resiliência.

Portanto, o que importa nesta vida, na verdade, é saber como enxergar da maneira correta tudo o que nela ocorre. Não somente gozar das coisas boas, mas tirar algum proveito das nossas falhas e faltas. Trocar o sentimento de culpa pelo propósito de seguir em frente, cada vez melhor.


Leia mais:


Créditos: Imagem destacada extraída do site pixabay.com, com licença gratuita para utilização.

18 thoughts on “Medos, erros e lições: uma pequena reflexão sobre vida

  1. Ótima reflexão… Algum propósito existe para tudo que nos acontece… assim somos eterna construção de experiências boas e ruins…. as ruins as vezes nos endurecem e as boas vem para nos amolecer novamente…

  2. Reflexão perfeita!!!! 👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼 Sempre muito bom com as palavras não é Paulo??

  3. Por isso precisamos focar nas coisas boas uma vez que essas nos ajudam a continuar seguindo, e principalmente saber lidar com as frustrações da vida que são inevitáveis porém passageiras. Dessa forma, temos talvez, uma maneira simples de encarar a realidade.
    Ivson Almeida – Coach de Carreira

  4. É exatamente isso ! Precisamos tirar proveito de todos os nossos erros, para assim nos tornamos pessoas melhores. Ótima reflexão, parabéns ! 👏👏

  5. Muito bom, Paulo. É sempre bom termos presente essas questões, sobretudo ante os momentos “duros” da vida, seja por um simples aborrecimento do cotidiano, seja por uma perda maior como a de um ente querido, por exemplo. Complementando sua frase, eu diria também que enquanto há vida há esperança 😉
    E quanto às coisas que nos fogem do entendimento, considero importante o papel da fé, para aqueles que creem em Deus.
    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *