Frankfurt em resumo

Começou o que há muito esperava! Ontem, dia 23/01/2016, às 22h10, horário de São Paulo, 21h10 de Recife, sai do Brasil num voo direito para Frankfurt. Foram 11 horas cravadas de pura tortura psicológica e física. Ficar sentado por todo este tempo, com sono e sem conseguir dormir é “floyde”, como diriam alguns. Os espaços entre as cadeiras não é muito diferente dos voos domésticos e o reclino da poltrona é tipo… 10%, eu acho, a mais. Some a isto a vontade terrível de chegar logo ao destino. Resultado? 11 horas multiplicadas por 30 mil.

Voo: Recife - São Paulo
Voo: Recife – São Paulo

Tirando este desgaste físico e mental, tudo foi muito bacana, para não dizer ótimo. Na verdade, tudo se transformou bacana após eu passar pela imigração, porque até então você fica com medo de ser barrado, deportado e assim passar, sem intervalo, todo o estresse da viagem e a tristeza por não cumprir com os planos.

Lei também:

No translado do desembarque para as esteiras das bagagens, encontrei estes troços da foto abaixo, que são disponibilizados pro povo cansado descansar. Até pensei em passar uns momentinhos por ai, mas, depois achei que poderia dormir demais e decidi seguir em frente.

Troço pra deitar, aeroporto de Frankfurt.
Troço pra deitar, aeroporto de Frankfurt. (Foto do Celular)

Ainda dentro do aeroporto, uma grande e boa primeira impressão. A malha ferroviária daqui é top demais e tem tanta linha que até eu, acostumado com o metrô de São Paulo – embora não dê pra comparar -, me perdi e tive que pedir ajuda.

Malha ferroviária da Alemanha
Malha ferroviária da Alemanha

Outro ponto positivo quanto ao transporte da cidade é o sistema de pagamento do bilhete. Aqui, pra entrar no trem não é necessário mostrar o bilhete/passagem ou passar por uma catraca. Compra-se o bilhete e, eventualmente alguns guardas passam pra fiscalizar dentro o trem. Caso o usuário não tenha pago o ticket, uma multa é cobrada. Inclusive, presenciei um caso assim. Achei isso, da confiança, muito massa.

Assine a nossa lista de e-mail

Curta nossa página no Facebook

Na plataforma do trem, em Frankfurt.
Na plataforma do trem, em Frankfurt.

Agora já na plataforma do trem, o bicho pegou: frio da peste! E olha que sou apaixonado por frio. Quando a gente desceu, o comandante do avião falou que estava 2 graus do lado de fora. E só podia tá isso mesmo, porque foi ‘brabo’ o negócio. De qualquer modo, isso não foi problema. Foi, na verdade, muito interessante, diferente e maravilhoso.

Desci no aeroporto umas 12h30 (horário local) e depois de um trajeto muito bonito (não tirei foto porque fiquei com vergonha do povo me olhando no trem) cheguei por volta das 16h00 no hostel. O lugar é legal e fica próximo do centro. Mas, não gostei muito do quarto, pensei que fosse um pouco diferente… Todavia, pra quem pagou 11 euros na hospedagem, não tem muito o que querer, além de uma boa cama. Não é verdade?

Mesmo cansado, sem dormir direito há mais de dois dias, resolvi andar um pouco pra conhecer os arredores do lugar. A melhor coisa que fiz. Levando na cara aquele vento congelante beirando as temperaturas de marte (eu penso!), com a típica mochila de turista e jeitão brasileiro se achando o europeu, me deparei, sem querer, com a sede do Banco da União Europeia. Que elegante, não? Fotos ai embaixo. Achei muito interessante aquele símbolo e a paisagem envolta.

No meio do caminho ainda encontrei lugares também bacanas, mas não sei dizer  que são.

Frankfurt, Alemanha
Frankfurt, Alemanha
Frankfurt, Alemanha
Frankfurt, Alemanha

Dia maravilhoso, pra finalizar! Experiência bastante rica, mesmo muito cansativa. Espero que os próximos dias sejam, no mínimo, iguais.

Gostou do post? Deixa seu comentário!

12 thoughts on “Frankfurt em resumo

  1. Parabéns pela fotos Paulo ficaram ótimas… Daqui vou acompanhando a sua viagem e viajando nas suas experiências! Muito legal a ideia do diário de viagem. Parabéns!!!

    1. E ai, Dani! Acompanhe mesmo. O que estou vivendo agora é algo muito importante pra mim e para o momento no qual me encontro, você sabe disso. Um abraço!

    1. HI, Marta! Thank you so much. I say your skype today. For me, is ok 27 day. I just have to see with my friend. Unfortunatly I don’t go to Haya. I’m sorry. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *